DIA DA IIIª SECÇÃO DESAFIOU OS ELEMENTOS A CONSTRUIR O SEU AMANHÃ

Partilha esta Notícia

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O Dia da III Secção Regional é sempre um marco histórico na vivência dos Pioneiros e Marinheiros de todo o Algarve. Este ano, após tantos meses impedidos de conviver e acampar, foi possível culminar o presente ano escutista com a realização desta grande atividade que reuniu 19 Equipas/Equipagens no Campo Escutista de Tavira, a 11 e 12 de Setembro. 


O encontro iniciou-se com o habitual Check-in onde, pela primeira vez, foi implementada por parte da equipa organizadora uma testagem para os elementos que não possuíam o certificado de vacinação, a fim de assegurar as medidas de segurança. Seguiu-se o momento de Abertura Oficial de Campo e logo depois uma manhã recheada de ateliês alusivos ao lema do acampamento: “Constrói o teu Amanhã”, onde foram abordados temas como o sistema de progresso, a insígnia de vida em campo ou as Jornadas Mundiais da Juventude. O dia de sábado ficou ainda marcado pela realização de um Raid em Equipas/Equipagens em que, após a chegada a campo, as mesmas se organizaram para participar no Concurso de Culinária. Após o jantar, a noite terminou com a Eucaristia e um Jogo Noturno, no qual os elementos foram surpreendidos com um “Escape Room”, onde teriam de cumprir diversas tarefas com trabalho em equipa para conseguir sair de um espaço onde se encontrariam fechados às escuras. O programa do dia seguinte envolveu alguns jogos em campo que implicavam a comunicação entre a Equipa/Equipagem e também destreza e bravura para enfrentarem os postos mais aventureiros. Como de costume, a Atividade terminou após o Almoço e Desmontagem de Campo com a Cerimónia de Encerramento.

A realização deste Dia da IIIª Secção pretendia cumprir o grande objetivo de, segundo o testemunho de duas das Dirigentes responsáveis pela preparação da Atividade, Patrícia Beira Grande (1389 – S. José, Ferreiras ) e Sílvia Nobre (1398 – Nª Srª do Amparo, Portimão), relembrar os Pioneiros e Marinheiros de tudo aquilo que envolve a IIIª Secção, desde o Imaginário até à Mística e Simbologia. Esse foi o principal foco porque «muitos dos noviços não tiveram ainda oportunidade de viver a Secção devidamente desde que fizeram as suas passagens, tendo em conta que logo depois foram obrigados a ficar confinados.»

No que respeita às expectativas criadas, ambas as Dirigentes assumiram estar bastante entusiasmadas por voltar às Atividades em regime de acampamento e acreditam que, também os elementos estivessem a precisar desse momento. 

Apesar de este ano o número de inscrições ter sido bastante reduzido em comparação com anos anteriores, tendo aderido menos de metade dos agrupamentos da Região, tanto os participantes como os Dirigentes se mostraram bastante satisfeitos com o resultado deste encontro:

“No final da atividade tive aquela sensação de tristeza por já ter acabado, porque foi tão bom que queria que durasse muito mais. Mas acima de tudo prevaleceu o sentimento de gratidão por ser escuteiro e por fazer parte desta grande família do CNE.”

Leandro Mesquita, Pioneiro do agrupamento 1389 –  S. José, Ferreiras

“Ainda agora terminou e já temos saudades. Saudades daquele banho fresquinho depois do raid, daquele despertar com os primeiros raios de sol a bater na tenda, daquela gargalhada ao reencontrar velhos amigos, e daquele sentimento bom no coração depois de viver todas estas aventuras, num fim de semana preenchido com alegria e entusiasmo. Os dirigentes voltam a sentir aquele ardor no coração de quem cumpre a sua missão, e acompanha estes jovens no seu crescimento.” 

Paulo Martins, Dirigente do agrupamento 714 – Albufeira